Mudar de casa #1 - A procura da casa

sexta-feira, 13 de outubro de 2017
Uma das coisas que me pediram para falar, quando referi que estava à procura de casa para arrendar (pf digam sempre arrendar e não alugar, arrenda-se coisas imóveis e aluga-se coisas móveis - introdução ao direito a fazer efeito yeahh ) e, consequentemente, quando a encontrei foi deste processo de procura de casa.
Vou falar do mercado algarvio mas, pelo que vejo e tendo amigos e familiares em Lisboa e Porto, o panorama parece-me semelhante!

A primeira coisa que vos quero dizer é: mentalizem-se que não vai ser fácil nem vai ser uma coisa imediata (podem ter sempre sorte claro) e isto por diversos fatores:

 - Há poucas casas para arrendamento anual. Isto é, onde vocês podem estar um ano (ou mais) INTEIRO na vossa casa. Sei que devem estar a pensar que sou parva por dizer isto mas, se há coisa que não falta são anúncios que dizem “arrendamos de outubro a maio” ou seja, nos meses de verão onde há mais turismo, têm que fazer as malinhas e irem para a casa de familiares/amigos ou montar uma tenda debaixo da pontem.  Também vos pode aparecer propostas interessantes como “podem ficar na casa o ano inteiro, expeto uma semana na passagem de ano e o mês de agosto” isto porque a senhoria quer essas semanas para vir passar férias e sim recebi propostas destas!

 - Além da loucura de quererem uma casa para arrendar ao ano, excêntricos a quererem uma casa ao ano ahah, também vão ver que o que não falta são arrendamentos à semana para turistas.  Pode acontecer estarem todos contentes a ver uma casa que parece porreira, com um preço igualmente porreiro e reparam que, afinal aquele preço é à semana e a casa é para turismo local;

 - Já que falamos de preços, isso é outra coisa interessante,  os preços estão absurdamente altos! Num pais em que o ordenado mínimo são 557 euros e que, a maioria da população deve ganhar 600/700 euros, pedirem 500 euros por um t1 é simplesmente estúpido! Tudo bem que é a lei da procura/oferta e faz sentido, se temos pouca oferta e muita procura os preços sobem - Economia para totós -  mas é injusto! Acho que o melhor termo é esse, injusto! Habitação é um direito básico do ser humano, toda a gente devia ter um tecto para dormir, e não devia pensar na hipótese de vender um rim no mercado negro para pagar a renda. Sim porque quando pedem 500/600/700 euros por um t1  e 1300 por um t3 (e não, não estamos a falar de apartamentos luxuosos com jacuzzi e piscina, estamos a falar de apartamentos que, muitas vezes, são do tempo do D. Afonso Henriques) a única maneira de comportar a renda é mesmo a vender um rim.

A pouca oferta, os preços exagerados e as casas do tempo dos Afonsinhos são coisas que vos vão pôr com os cabelos em pé. Irão ver muitas casas até acharem a tal. Casas estas que, muitas vezes, precisam de ser pintadas, que estão em condições em que as pessoas deviam ter vergonha de as arrendar e, ainda mais, pedir os valores que pedem mas irá acontecer. Mentalizem-se mesmo que não é de todo um processo fácil. Mas, acredito que, com sorte, irão encontrar a vossa casa. A minha demorou, quando quase já tinha desistido apareceu e, estou imensamente contente com ela. Se a acho barata? Epah não acho dado que não recebo um ordenado de 4 dígitos mas, se a acho barata em comparação com as desgraças que andam por ai? Obviamente que acho, é bonita, bem localizada e espaçosa como queria. Por isso tenham calma que a casa certa irá aparecer!

Qualquer dúvida que tenham sobre este tema é só perguntarem já sabem! :)
3 comentários on "Mudar de casa #1 - A procura da casa"
  1. por acaso tive mesmo sorte, quando andava a procura de casa para viver na universidade encontrei logo no primeiro dia a um bom preço e a excelente localização com contrato de um ano!! foi mesmo uma sorte, ainda hoje não acredito
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. realmente isso é que foi sorte! estava mesmo destinado x)

      beijinhos

      Eliminar
  2. Tenho casa própria, pelo que nunca tive propriamente de procurar casa, mas confesso que estou chocada com a realidade...
    Não se arrendam casas ao ano? Meu deus...
    E esses preços? Ridículos :/
    Beijinho*

    ResponderEliminar

Auto Post Signature

Auto Post  Signature